A Homeopatia no Cultivo das Plantas

Poucos sabem, contudo, que o método homeopático também pode ser aplicado na agricultura – ou seja, a Homeopatia pode “curar” as plantas ou colaborar para que elas se desenvolvam de forma mais saudável.

Não há quem desconheça a Homeopatia, sistema terapêutico criado há dois séculos e utilizado por uma corrente médica no tratamento de quase todas as doenças. Poucos sabem, contudo, que o método homeopático também pode ser aplicado na agricultura – ou seja, a Homeopatia pode “curar” as plantas ou colaborar para que elas se desenvolvam de forma mais saudável. “A diferença desse tipo de cultivo em relação ao tradicional é que ele respeita a planta, não deixa resíduos nem contamina o solo”, explica a bióloga e médica veterinária homeopata Maria do Carmo Arenales.

“Trata-se de um método que vem sendo estudado em instituições de ensino e pesquisa e que já é utilizado no meio agrícola por alguns produtores, aplicando-se os princípios da ciência homeopática ao mundo dos vegetais”, acrescenta a agrônoma Fernanda Coutinho, doutoranda na área de cultivo homeopático, da Universidade Federal de Viçosa (UFV). Segundo a pesquisadora, o cultivo homeopático é baseado na lei dos semelhantes, de acordo com o enunciado do criador do sistema, o alemão Samuel Hahnemann (1755-1843), segundo o qual “similia similibus curantur”, ou “os semelhantes curam-se pelos semelhantes”.

Tratamento com doses pequenas

Introduzida no Brasil pelo médico francês Jules Benoit Mure, em 1840, a Homeopatia trata o paciente com doses bem pequenas de uma substância que, se administrada em doses altas em pessoas sadias, provoca sintomas semelhantes aos da doença. O objetivo é usar a capacidade de reação do organismo, a fim de estimular as suas defesas contra os agentes patogênicos – vírus e bactérias – e ajudar na recuperação do equilíbrio.

Por falta de literatura específica, nem os próprios pesquisadores sabem determinar com segurança quem teve a brilhante idéia de utilizar a Homeopatia na agricultura. Já existem, por exemplo, veterinários homeopatas, e segundo Fernanda Coutinho, alguns autores consideram que o próprio Hahnemann já previa a aplicação dos princípios da Homeopatia a todos os seres vivos, inclusive aos animais e vegetais. “Hoje já se testam hipóteses da aplicação também em outros componentes vivos, como solo e água. Se até mesmo os animais reagem muito bem à Homeopatia, por que não utilizá-la também nas plantas?”

Na agricultura, o cultivo homeopático não trata exclusivamente uma determinada praga ou doença, e sim a planta como um todo, mesmo quando ela está saudável, em busca de equilíbrio. No entanto, pode ser usada também para combater problemas que podem dizimar uma plantação, como, por exemplo, o ataque de insetos.

Dos vasinhos à produção em grande escala

A bióloga e médica veterinária homeopata Maria do Carmo Arenales conta que começou suas experiências com Homeopatia nas plantas que cultivava em vasinhos no fundo do quintal de sua casa, em 1988. Depois, passou para os vasos da clínica veterinária e para os jardins de amigos. Hoje, ela trabalha com planos de chegar à produção industrial. “Comecei a produzir há pouco tempo e, portanto, ainda não atingi a escala comercial. Por enquanto, consumimos apenas em casa, principalmente coco e mamão, que recebem tratamento homeopático a cada quinze dias”, explica. Os preparados são borrifados nas plantas, enquanto o solo é “homeopatizado” por meio de irrigação.

Os preparados homeopáticos utilizados são escolhidos com base na semelhança com as características das plantas e na análise do solo. O sistema utiliza princípios ativos vegetais, animais e minerais na elaboração dos preparados destinados a borrifar as plantas ou enriquecer o solo. Segundo a pesquisadora Fernanda Coutinho, o tratamento auxilia na retomada do equilíbrio da planta, proporcionando um estado de saúde em que é possível desempenhar da melhor forma as potencialidades da espécie. “Portanto, é necessário conhecer a planta em sua totalidade, considerando os aspectos físicos, fisiológicos, metabólicos, anatômicos, comportamentais e energéticos, além da história evolutiva e das relações com o ambiente”, afirma. Ela ressalta, porém, que a utilização do cultivo homeopático não substitui a condução e o manejo orgânico do ambiente. “Esse recurso acrescenta maior dose de compreensão e percepção dos seres vivos que habitam e interagem num ecossistema”, completa.

Benefícios da Homeopatia

São incontáveis os benefícios do uso da Homeopatia no cultivo das plantas. Entre eles, observam-se o aumento da imunidade do vegetal – o que o torna mais resistente a condições impróprias -, sementes mais vigorosas, maior resistência a doenças e a pragas como pulgão, fungo e saúva, variação na produção de princípios ativos, alteração de padrão energético, desintoxicação de sintomas adquiridos ao longo da linha evolutiva e aumento da produção.

Além disso, os preparados homeopáticos, por serem não-moleculares, não deixam resíduos sólidos e não prejudicam o ambiente, os animais, os seres humanos ou as próprias plantas. Outra vantagem é que o preparo requer quantidades reduzidas de matéria-prima, o que resulta em menor utilização de recursos naturais e baixíssimos custos, tornando o método acessível a pequenos produtores. Para se ter uma idéia, 30 mililitros de preparado homeopático custam cerca de R$ 6,00 e produzem alto rendimento – são necessárias em média dez gotas para diluir em um litro de água. “A principal intenção da pesquisa a respeito do cultivo homeopático é proporcionar liberdade econômica do produtor, para que ele possa se tornar realmente autônomo”, afirma Fernanda.

Uso doméstico

Segundo Fernanda Coutinho e Maria do Carmo Arenales, o cultivo homeopático pode beneficiar todos as espécies de plantas, em qualquer região e em qualquer solo, com uma vantagem adicional: pode também ser aplicado facilmente em casa.

O ideal é que, antes de mais nada, o interessado procure orientação de agrônomos homeopatas, instituições ou pequenos produtores que já trabalham com esse tipo de cultivo. Os medicamentos necessários podem ser facilmente encontrados. Alguns são os mesmos utilizados por seres humanos e vendidos em farmácias especializadas, mas existem aqueles produzidos especificamente para as plantas.

Maria do Carmo dá alguns exemplos de preparados homeopáticos usados nas plantas: para violetas, carbo vegetalis; para primaveras, natrum muriático; em samambaias, staphrysagria. A pesquisadora produz preparados específicos em seu laboratório e dispõe-se a fornecer aos interessados informações sobre a maneira de aplicar a Homeopatia nas plantinhas domésticas.

Em seu estudo na Universidade Federal de Viçosa com a justicia tectoralis, uma planta medicinal, Fernanda Coutinho observou aumento de 70% no princípio ativo, depois da aplicação do preparado homeopático ácido húmico. Outras pesquisas demonstraram que a carbo vegetalis torna o café mais resistentes às geadas. “No entanto, ainda é preciso formar um número maior de técnicos e divulgar mais as experiências no meio rural”, ressalta.

De acordo com Fernanda, a cada dia mais agricultores se interessam pelo cultivo homeopático. “São produtores preocupados em recuperar e resguardar o meio ambiente e valorizar a qualidade de vida. Isso se vê principalmente entre os pequenos agricultores, com pouco capital. Por tudo isso, acredito num futuro promissor, no qual a Homeopatia se torne um caminho para a agricultura ecológica, saudável e até mesmo natural”, completa.

Serviço:

Laboratório Veterinário Homeopático Fauna e Flora Arenales
Endereço: Rua Murilo Fernandes, 141, Presidente Prudente – SP
Telefones: (18) 236-3701 / 236-2567 / 236-2199

Universidade Federal de Viçosa
Endereço: Avenida P. H. Rolfs s/n, Campus UFV
CEP 36571-000 – Viçosa – MG
Telefones: (31) 3899 2328 / 3899 2921
Home page: http://www.ufv.br

Fonte: http://www.homeopatiaonline.com

log_pir_47

.

Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes como este.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: