Novo forno usa ondas sonoras para esquentar e esfriar alimentos

Por Ben Hirschler

Um revolucionário forno a lenha que funciona com base em ondas sonoras está sendo desenvolvido para cozinhar e resfriar alimentos. A pesquisa pode ajudar milhões de pessoas em países pobres que não têm acesso a eletricidade, afirmaram cientistas britânicos na sexta-feira.

O aparelho tudo-em-um, que reúne funções de forno, refrigerador e gerador de energia, usa tecnologia termoacústica, um sistema mais eficiente na geração de energia a partir da madeira do que simplesmente colocar fogo nela.

O “superforno” vai canalizar calor em um tubo especial para produzir bolsões de gás de alta e baixa pressão. Isso gera uma onda sonora que é aproveitada por um alternador capaz de converter o som em eletricidade que alimenta o aparelho.

A tecnologia termoacústica tem sido usada por sondas espaciais e, mais recentemente, ela vem sendo utilizada para liquefazer gás natural. O novo forno é o primeiro dispositivo voltado a aplicações domésticas.

A máquina ainda precisa de aperfeiçoamentos antes de chegar ao mercado, mas o diretor do projeto SCORE (sigla em inglês para Forno para Cozinhar, Refrigerar e Eletricidade), Paul Riley, disse que o objetivo é torná-la comercialmente viável em quatro anos.

“Esperamos produzir um milhão deles por ano depois do ano cinco, essa é a aspiração, e o preço que definimos está entre 15 e 20 libras (US$ 30 a US$ 40) por unidade”, disse o cientista à Reuters.

O custo final da máquina vai depender do tamanho da unidade. Uma opção é fabricar aparelhos maiores, capazes, por exemplo, de fornecer energia a alguns computadores portáteis.

O projeto de 2 milhões de libras é resultado de uma joint-venture entre quatro universidades britânicas, a organização internacional de caridade Practical Action, o Laboratório Nacional de Los Alamos (EUA) e da companhia acústica GP Acoustics.

A GP Acoustics planeja trabalhar com a parceira das Filipinas Dai-ichi Electronics na fabricação do dispositivo da maneira mais barata possível.

Cerca de 2 bilhões de pessoas, principalmente em comunidades rurais na África e Ásia, usam fogueiras como método principal de cozinhar alimentos. Porém, 93% da energia gerada por essas fogueiras é perdida e a fumaça pode causar problemas de saúde.

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: