Terapia com Johrei é eficaz no tratamento da dor torácica não cardíaca

Estudo inédito do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) e da Universidade do Arizona (Estados Unidos), aponta que o Johrei – técnica milenar praticada na medicina oriental – pode ser a esperança para pacientes que sentem fortes dores no peito, mas não apresentam nenhuma doença que justifique as queixas de dor. De acordo com o estudo, a  terapia alternativa mostrou-se eficaz em 90% dos casos avaliados.

A pesquisa envolveu 40 pacientes com dores torácica não cardíaca, com idade entre 50 e 75 anos. A descoberta resultará em premiação do médico do HC, Tomás Navarro Rodrigues, em Congresso Norte-Americano de Gastroenterologia que acontecerá no próximo dia 20 de maio, nos Estados Unidos. Navarro receberá prêmio do mais jovem investigador científico.

Para o trabalho, os estudiosos dividiram os pacientes em dois grupos. Um recebeu três seções de Johrei por semana, de 30 minutos cada uma, num total de 18 seções. O outro grupo foi medicado com terapia utilizada atualmente para o combate da dor. Os casos tratados com a terapia milenar apresentaram 90% de melhoras do quadro clínico, enquanto que os casos tratados com medicamentos apenas 40%.

Possíveis causas

A dor torácica é a segunda causa mais comum de dor na região do peito, após a dor cardíaca. Ela acomete 30% da população que procura o Pronto-Socorro do HCFMUSP devido a dores torácicas e que os exames cardiológicos evidenciaram-se normais, com idade entre 50 e 75 anos. A hipersensibilidade da função esofágica associada às contrações involuntárias musculares ao longo do esôfago são as possíveis causas responsáveis pela patologia.

No HCFMUSP o atendimento é de 50 pacientes, em média mensal. Geralmente eles são encaminhados por cardiologistas para a investigação da dor peitoral, cujo tratamento, até então, era um grande desafio. “A simples exclusão de doença cardíaca não elimina a dor ou tranqüiliza o paciente que, mesmo possuindo excelente prognóstico, continua a apresentar intenso comprometimento da qualidade de vida”, argumenta o médico.

Para o gastroenterologista, as evidências da pesquisa abrem perspectivas para uma nova abordagem terapêutica. Também adiantou que o Johrei poderá ser adotado futuramente pela Clínica de Gastroenterologia do HCFMUSP pelos resultados apresentados.

O Johrei é uma técnica de tratamento japonesa que, segundo os adeptos, amplia a força de recuperação natural do homem. As ondas de energia são canalizadas a partir da Energia Cósmica Superior e podem ser transmitidas por qualquer pessoa adequadamente preparada. A aplicação da técnica é feita pela imposição das mãos e a purificação ocorre de forma gradativa.

(Com informações da Assessoria de Imprensa do Instituto Central do HCFMUSP)

Mais informações: (0XX11) 3069-7879

http://www.usp.br

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes como este.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: