Britânico pode ter sido o primeiro caso de cura espontânea da aids

F_200511_november22e_58955aUm britânico de 28 anos, declarado soropositivo há três anos, pode ser a primeira pessoa do mundo a ter se livrado de forma natural e espontânea do vírus da aids, sem a ajuda de remédios, segundo artigo publicado neste domingo pela revista News of the World.

Em agosto de 2002, Andrew Stimpson, de 28 anos, descobriu que era soropositivo. Quatorze meses depois, no entanto, novas análises mostraram que o vírus HIV da aids havia desaparecido completamente de seu organismo sem que ele tivesse tomado qualquer tipo de remédio, diz a News of the World.

Os médicos de Stimpson foram categóricos ao afirmarem que não houve qualquer tipo de confusão de exames, como aconteceu em dois casos anteriormente descobertos de supostas “curas espontâneas”, em que foi impossível demonstrar se os exames positivo e negativo eram da mesma pessoa.

Por isso, o jovem vendedor de sanduíches aceitou se submeter aos estudos dos pesquisadores que trabalham na luta contra o vírus.

“Recordo-me que, depois do segundo exame, meu médico entrou em meu quarto e disse: ‘está curado; é incrível; você é fantástico”, disse à revista Stimpson, que vive com Juan Gómez, um homem de 44 anos também afetado pelo vírus VIH.

“É verdadeiramente assombroso pensar que um dia vi a morte diante dos meus olhos e que agora disse adeus a ela”, acrescentou Stimpson.

Depois de excluir a hipótese de confusão de exames, os médicos afirmaram com segurança se tratar de um autêntico caso de cura espontânea.

Em outubro, Stimpson recebeu uma carta pela qual o hospital assegura que, após uma série de análises de DNA, as amostras de sangue utilizadas no primeiro e no segundo exame de aids eram realmente suas.

“Não houve erro algum nas etiquetas ou na análise das amostras”, afirmou o hospital em sua carta, cuja cópia foi publicada também pela News of the World, assim pelo jornal The Mail on Sunday.

A carta ressalta que “o fato de ter passado de um resultado positivo para um negativo é excepcional do ponto de vista médico”.

Stimpson, um escocês que vive em Glasgow, se submeteu a um exame em maio de 2002 porque se sentia fraco e com febre. O resultado foi negativo.

O jovem continuou sentindo-se mal e três meses depois – prazo normal para a aparição do vírus no sangue – fez novos exames, os quais mostraram que era soropositivo.

Já que o estado da doença era pouco avançado, não foi receitado qualquer remédio. Nos exames periódicos, os médicos observaram com surpresa sua aparente boa saúde.

Os médicos ficaram atônitos quando o exame de 2003 revelou que o vírus HIV havia desaparecido do sangue de Stimpson.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/afp/2005/11/13/ult1806u2758.jhtm

Veja também:

Cura espontânea do HIV – AIDS (SIDA)

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interesantes como este.

Anúncios

Uma resposta

  1. Reamente é verdade eu conheço uma pessoa que vive com virus de aiv a13 anos sem tratamento convecional tem mente muito posetivo oração em primeiro lugar,toma chas para desetoxicar o organismo e aumentar a himunidade força para todos que vive com virus de hiv Deus vos abeçõe nome de Jesus amem beijos para todos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: