Ilhas solares prometem energia solar a preços competitivos

Energia termossolar

Enquanto as células solares orgânicas não se tornam mais duráveis e mais eficientes e as células solares de silício não se tornam mais baratas, a técnica mais atrativa para o aproveitamento da energia solar parece ser a exploração termossolar.

As usinas termossolares usam o calor do Sol para aquecer água, que se transforma em vapor e movimentar as turbinas que geram a eletricidade por meio de dínamos comuns. Esta é a tecnologia das maiores usinas solares em operação, assim como deverá ser em uma megausina solar que está sendo projetada para o deserto do Saara.

Ilhas solares

A empresa suíça Solar Islands acredita ter encontrado uma forma de otimizar ainda mais o rendimento das usinas termossolares: construindo ilhas solares rotativas, que giram para acompanhar o movimento do Sol e aproveitar ao máximo seu potencial energético.

Cada ilha solar terá um diâmetro de 5 quilômetros, uma altura de 20 metros e será construída com uma espécie de “membrana” plástica flexível, resistente ao calor e demais intempéries. Em cima da membrana serão instalados os coletores e concentradores de luz, assim como os encanamentos no interior dos quais a água será aquecida.

Um sistema de bombas elétricas forçará uma pressão constante de 0,1 bar acima da pressão atmosférica no interior da ilha solar, fazendo com que a membrana plástica se infle, levantando todo o aparato de coleta do calor solar. O espaço interno dessa ilha inflável vira um gigantesco tanque de armazenamento de vapor, para onde os encanamentos se dirigem.

Ilha rotativa

Ao contrário da hidroelétrica marinha, que explora a energia das ondas e conduz a pressão captada através de encanamentos até uma usina localizada em terra, a usina solar tem o gerador em seu interior, uma turbina de ciclo Rankine Orgânico (ORC).

Para ajustar a posição da ilha solar em relação ao Sol, motores elétricos hidrodinâmicos serão instalados a cada 10 metros ao redor de sua circunferência. Segundo a empresa, a rotação permite um ganho de 15% de eficiência na coleta de energia.

Ilha de energia no deserto

O primeiro protótipo da ilha solar curiosamente não está sendo construído no mar, mas em terra firme. Mais especificamente, nas areias do deserto dos Emirados Árabes. Segundo seus idealizadores, isto comprova a grande versatilidade do conceito, que tanto pode ser uma ilha na costa, em alto mar, como uma estrutura em terra firme, sempre funcionando com o mesmo princípio.

O protótipo no deserto, que será capaz de gerar 3.000 kWh por dia, possui um canal de água ao longo de toda a circunferência, permitindo que a estrutura gire como se estivesse no mar.

Os painéis de coleta do calor solar ocupam 95% da área superficial da ilha e o armazenamento do vapor em seu interior permite que a usina gere energia praticamente de forma constante – depois do pôr-do-sol, a usina pode continuar funcionando utilizando o vapor armazenado durante o dia.

Outra vantagem do projeto é a possibilidade de incorporar plantas de dessalinização na ilha solar, coletando a água do mar e utilizando a evaporação passiva.

http://www.inovacaotecnologica.com.br

31-08-2009
Ilhas solares prometem energia solar a preços competitivosEnergia termossolarEnquanto as células solares orgânicas não se tornam mais duráveis emais eficientes e as células solares de silício não se tornam mais

baratas, a técnica mais atrativa para o aproveitamento da energia solar

parece ser a exploração termossolar.

As usinas termossolares usam o calor do Sol para aquecer água, que se

transforma em vapor e movimentar as turbinas que geram a eletricidade

por meio de dínamos comuns. Esta é a tecnologia das maiores usinas

solares em operação, assim como deverá ser em uma megausina solar que

está sendo projetada para o deserto do Saara.

Ilhas solares

A empresa suíça Solar Islands acredita ter encontrado uma forma de

otimizar ainda mais o rendimento das usinas termossolares: construindo

ilhas solares rotativas, que giram para acompanhar o movimento do Sol e

aproveitar ao máximo seu potencial energético.

Cada ilha solar terá um diâmetro de 5 quilômetros, uma altura de 20

metros e será construída com uma espécie de “membrana” plástica

flexível, resistente ao calor e demais intempéries. Em cima da membrana

serão instalados os coletores e concentradores de luz, assim como os

encanamentos no interior dos quais a água será aquecida.

Um sistema de bombas elétricas forçará uma pressão constante de 0,1 bar

acima da pressão atmosférica no interior da ilha solar, fazendo com que

a membrana plástica se infle, levantando todo o aparato de coleta do

calor solar. O espaço interno dessa ilha inflável vira um gigantesco

tanque de armazenamento de vapor, para onde os encanamentos se dirigem.

Ilha rotativa

Ao contrário da hidroelétrica marinha, que explora a energia das ondas

e conduz a pressão captada através de encanamentos até uma usina

localizada em terra, a usina solar tem o gerador em seu interior, uma

turbina de ciclo Rankine Orgânico (ORC).

Para ajustar a posição da ilha solar em relação ao Sol, motores

elétricos hidrodinâmicos serão instalados a cada 10 metros ao redor de

sua circunferência. Segundo a empresa, a rotação permite um ganho de

15% de eficiência na coleta de energia.

Ilha de energia no deserto

O primeiro protótipo da ilha solar curiosamente não está sendo

construído no mar, mas em terra firme. Mais especificamente, nas areias

do deserto dos Emirados Árabes. Segundo seus idealizadores, isto

comprova a grande versatilidade do conceito, que tanto pode ser uma

ilha na costa, em alto mar, como uma estrutura em terra firme, sempre

funcionando com o mesmo princípio.

O protótipo no deserto, que será capaz de gerar 3.000 kWh por dia,

possui um canal de água ao longo de toda a circunferência, permitindo

que a estrutura gire como se estivesse no mar.

Os painéis de coleta do calor solar ocupam 95% da área superficial da

ilha e o armazenamento do vapor em seu interior permite que a usina

gere energia praticamente de forma constante – depois do pôr-do-sol, a

usina pode continuar funcionando utilizando o vapor armazenado durante

o dia.

Outra vantagem do projeto é a possibilidade de incorporar plantas de

dessalinização na ilha solar, coletando a água do mar e utilizando a

evaporação passiva.

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=ilhas

-solares-prometem-energia-solar-precos-competitivos&id=010115090831&ebo

l=sim

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes como este.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s