Fiat Stilo, ou você tem ou não tem…

1984 a 2002
Maritonio Barreto foi um cliente fiel da Fiat;

18/09/02
Consumidor chega à Concessionária Fiat em Campo Grande para conhecer o Stilo. Faz o Test Drive;

23/09/02
Consumidor, após vender seu carro, volta a Concessionária e encomenda o Stilo pagando 40% adiantado. O vendedor informa a previsão de entrega para o dia 05/10 (prazo normal) e 25/10 (prazo excepcional);

05/10/02
Sem resposta da Fiat e sem informações da Concessionária se o carro já estava ou não sendo produzido, o consumidor liga no 0800 da Fiat e envia um e-mail solicitando informações;

10/10/02
Sem resposta da Fiat e sem informações da concessionária que continua sem um posicionamento da fábrica sobre o carro. Indignado com o fato, o consumidor envia um Fax à Fiat , mandando junto a cópia do recibo de compra do carro, solicitando informações sobre o carro;

14/10/02
Ainda sem resposta da Fiat e sem informações da concessionária que continua sem um posicionamento da fábrica sobre o carro. Mais ainda indignado com o fato, o consumidor envia outro Fax à Fiat , alertando que se a empresa continuasse o ignorando ele iria divulgar o descaso à imprensa e ao máximo de pessoas que pudesse;

16/10/02
Ainda sem resposta da Fiat e a concessiria sem saber dizer se o carro estava ou não sendo produzido, o consumidor liga no 0800 e implora um esclarecimento da empresa;

25/10/02
Ainda sem resposta a todos os telefonemas, fax, e-mails e sem carro, o consumidor ameaça desistir da compra. A concessionária empresta para ele um Ford Ka e ele resolve fazer mais um sacrifício em nome da marca a qual sempre foi fiel.

01/11/02
Jornal Nacional divulga matéria sobe falta de peças na fábrica da Fiat;

12/11/02
Ainda sem resposta da Fiat a todos os telefonemas, fax e e-mails, e a concessiria ainda sem saber dizer se o carro estava ou não sendo produzido, o consumidor chega ao limite e liga no 0800 revoltado e indignado implorando uma resposta da empresa;

14/11/02
Sem resposta da Fiat e a Concessionária sem saber dizer se o carro estava o não sendo produzido, o consumidor desiste da compra e muda de marca;

03/12/02
Consumidor divulga na Internet a sua história na esperança da Fiat, em fim, dar a ele uma resposta;

11/12/02
A Fiat, com sempre, ignora o consumidor e responde com uma Notificação Extrajudicial junto ao provedor, onde o site está hospedado, solicitando a sua retirada do ar. O provedor se recusa;

23/12/02
A Fiat, ainda recusando-se ao diálogo com o seu cliente, entra com uma ação Judicial obrigando o provedor a retirar o site do consumidor do ar;

24/12
O consumidor hospeda o site em novo provedor;

26/12/02
A Fiat, novamente por meio de liminar, cancela o domínio do consumidor junto a Fapesp. O site não pode mais ser visto em http://www.maritonio.com.br;

27/12/02
O consumidor coloca o site no ar através de novo domínio (www.maritonio.com) registrado nos EUA e através do http://www.maritonio.hpg.com.br;

29/12/02
Consumidor lança versão em italiano do site.

19/01/03
Site de Maritônio atinge 375 mil 568 visitas

20/01/03
Site do Consumidor sai do ar por conta de nova liminar concedida pelo Juiz da 4ª Vara de Betim com o seguinte teor:
“(…) Concedo a medida liminar para determinar a intimação das empresas 100 Br Registro, responsável pelos domínios “.com”, “.org” e “.net” no Brasil, e Internet Group Brasil Ltda, detentora dos domínios “ig.com.br” e “hpg.com.br”, para que efetuem imediatamente o cancelamento ou indisponibilize o acesso aos “sites” de domínio “www.maritonio.hpg.com.br”, “www.maritonio.com” e “www.fiati.com”, sob pena de multa diária de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) (…)”

21/01/03
Fiat envia um de seus diretores a Campo Grande (MS) para conversar com o consumidor. Maritonio diz que aceita fazer as pazes com a empresa se ela se dispuser a trazer um programa social para Campo grande e ressarci-lo dos gastos que teve em função do protesto. A Fiat aceita a proposta.

03/02/03

Após a Fiat manifestar intenção de proibir o consumidor de dar qualquer tipo de esclarecimento à imprensa, ele envia fax ao presidente da corporação dizendo não aceitar tal tipo de imposição.

04/02/03
Chega a Campo Grande uma representante da La Fabrica, agência de publicidade responsável pela implementação dos programas sociais da Fiat no Brasil e na Itália, para um encontro com Maritônio e com a Secretária de Municipal de Educação, Maria Nilene Badeca.

14/02/03
Fiat apresenta proposta do acordo judicial proibindo o consumidor de prestar qualquer tipo de esclarecimento à imprensa e a quem quer que seja sobre o protesto e os termos do acordo a ser firmado.

25/02/03
Consumidor envia novo fax ao Presidente da Fiat dizendo que se a imposição for mantida, não há como haver acordo.

28/02/03
Após negativa da Fiat, fracassa a tentativa de acordo e consumidor se prepara para voltar a brigar.

12/03/03
Consumidor traz de volta seu site de protesto contra a Fiat no endereço http://www.maritonio.com.br recheado de mudanças e novas histórias

http://www.maritonio.com.br/default.asp?escolha=pagina&tipo=6

Veja também:

Consumidor se veste de palhaço para protestar na Web

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes como este.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: