Os Livros Apócrifos

Conforme mencionado em uma publicação minha, Constantino, foi pressionado por sua corte a elaborar um conceito de Deus que agradasse a todas as dissidências cristãs que tinham como Jesus o salvador dos pecados do mundo. Constantino então, reuniu entre maio e junho de 325 d.c, o famigerado Concílio de Niceia. Este foi presidido pelo Bispo Alexandre de Alexandria.

E em meio a várias discussões durante alguns calorosos debates, um grupo de altos dignitários cristãos acordou que Deus era personificado em três entidades: Pai, Filho e Espírito Santo. O que contradiz os dizeres do próprio Cristo, pois nem no Novo Testamento nem em textos Apócrifos,há menções à Trindade. O que de comum acordo todos os evangelhos dizem é: “Eu(Jesus) e o Pai somos um”.

Neste célebre encontro os evangelhos que não tinham o consentimento do Espírito Santo foram denominados APÓCRIFOS. E de que maneira poderia ser ter certeza da vontade divina? Segundo se diz,todos os textos religiosos, até então escritos, foram colocados sobre um altar. Os bispos rezaram para que aqueles que não fossem verdadeiros, caíssem. E assim sucedeu-se. Remanesceram apenas os Evangelhos segundo João, Lucas, Mateus, Marcos, sem que nunca pudesse se provar sua autenticidade. É óbvio que o procedimento para a seleção dos Evangelhos eleitos não se deu tal qual os bispos disseram. Eles simplesmente optaram por aqueles que não representavam perigo à autoridade da Igreja, eliminando aqueles que comprovavam a descendência de Jesus, pois do contrário o Papa seria deposto e substituído por um herdeiro legítimo do Cristo.

Outro aspecto importante era o monoteísmo, Deus deveria ser uma personalidade suprema – da qual os papas seriam seus delegados na Terra. A pratica da feitiçaria também foi proibida, é claro, pois representava um perigo ao domínio da Igreja. Apesar de condenar os feiticeiros, a Igreja,não só permitia como utilizava-se da astrologia. O Concílio de Niceia iniciou-se em 20 de Maio de 325 d.c, sob a conjunção de Urano e Plutão em Aquário.Acredita-se que conjunções envolvendo Urano e Plutão são marcos na história e de avanços econômico/sociais.

Após Niceia, tudo o que não estivesse aderido aos ditames de Roma,era queimado (inclusive pessoas). Entretanto, a bem do conhecimento, muitos destes livros foram copiados, enterrados, ocultos por Monges agnósticos, fragmentados e publicados disfarçadamente sob outros títulos e de alguma maneira sobreviveram até os dias de hoje.Há uma enorme lista de escritos que foram declarados apócrifos. Segue abaixo a lista com sua grande maioria:

Antigo Testamento

Apocalipse de Adão
Apocalipse de Baruc
Apocalipse de Moisés
Apocalipse de Sidrac
Sexo, Sétimo, Oitavo, Nono e Décimo Livros de Moisés
Samuel Apócrifo
As Três Estrelas de Seth
Ascensão de Isaías
Assunção de Moisés
Caverna dos Tesouros
Epístola de Aristéas
Livro de Jubileus
Martírio de Isaias
Oráculos Sibilianos
Prece de Manassés
Primeiro Livro de Adão e Eva
Primeiro livro de Enoque
Primeiro livro de Esdras
Quarto Livro dos Macabeus
Revelação de Esdras
Salmos 151
Salmos de Salomão(ou Odes de Salomão)
Segundo Livro de Adão e Eva
Segundo Livro de Enoque(ou Livro dos Segredos de Enoque)
Segundo Livro de Esdras(ou Quarto Livro de Esdras)
Segundo Tratado do Grande Seth
Terceiro Livro de Macabeus
Testamento de Abraão
Testamento dos Doze Patriarcas
Vida de Adão e Eva

Novo Testamento

– A Hipóstase dos Arcontes – (Ágrafos Extra-Evangelhos) – Ágrafos de Origens Diversas – Apocalipse da Virgem – Apocalipse de João o Teólogo – Apocalipse de Paulo – Apocalipse de Pedro – Apocalipse de Tomé.

-Atos de André – Atos de André e Mateus – Atos de Barnabé – Atos de Felipe – Atos de João o Teólogo – Atos de Paulo – Atos de Paulo e Tecla – Atos de Pedro – Atos de Pedro e André – Atos de Pedro e Paulo – Atos de Pedro e os Doze Apóstolos – Atos de Tadeu – Atos de Tomé – Consumação de Tomé.

– Correspondência entre Paulo e Sêneca – Declaração de José de Arimateia – Descida de Cristo ao Inferno – Discurso de Domingo – Ditos de Jesusao rei Abgaro -Ensinamentos de Silvano – Ensinamentos do Apóstolo Tadeu – Ensinamentos dos Apóstolos.

– Epístola aos Laodicenses – Epístola de Herodes a Pôncio Pilatos – Epístola de Jesus ao rei Abgaro(2 versões) – Epístola de Pedro a Filipe – Epístola de Pôncio Pilatos a Herodes – Epístola de Pôncio Pilatos ao Imperador – Epístola de Tibério a Pôncio Pilatos – Epístola dos Apóstolos.

– Eugnóstos, o bem aventurado – Evangelho Apócrifo de João – Evagelho Apócrifo de Tiago – Evangelho Árabe de infância(fragmentos) – Evangelho Armênio de infância(fragmentos) – Evangelho da verdade – Evangelho de Filipe – Evangelho de Marcião – Evangelho de Maria Madalena(ou Evangelho de Maria Betânia) – Evangelho de Matia( ou tradições de Matias) – Evangelho de Nicodemos (ou Atos de Pilatos – Evangelho de João e Pedro.

– Evangelho de Tomé o gêmeo(Dídimo) – Evangelho do Pseudo-Mateus – Evangelho do Pseudo-Tomé -Evangelho dos Ebionitas(ou Evangelho dos doze apóstolos) – Evagelho dos Egípcios – Evangelho dos Hebreus – Evangelho Secreto de Marcos – Exegese sobre a Alma – Exposições Valentidianas – Fragmentos Evangélicos conservados em papiros – Fragmentos Evangélicos de texto coptas)

– História de José, o carpinteiro – Infância do Salvador – O julgamento de Pôncio Pilatos – Livro de João, o teólogo,sobre a assunção da Virgem Maria – Martírio de André – Martírio de Mateus – Morte de Pôncio Pilatos – Natividade de Maria – O Pensamento de Norea – O Testemunho da verdade – O trovão, Mente Perfeita – Passagem da Bem-Aventurada Virgem Maria

– Pistris Sophia(Fragementos) – Prece de Ação de Graças – Prece do Apóstolo Paulo – Primeiro Apocalipse de Tiago – Proto-Evangelho de Tiago – Retrato de Jesus – Retrato do Salvador – Revelação de Estevão – Revelação de Paulo – Revelação de Pedr – Sabedoria de Jesus Cristo – Segundo Apocalipse de Tiago – Sentença de Pôncio Pilatos contra Jesus – Sobre a Origem do Mundo – Testemunho sobre o Oitavo e o Nono –

– Tratado sobre a Ressurreição – Vingança do Salvador – Visão de Paulo
Prece de Ação de Graças – Prece do Apóstolo Paulo – Primeiro Apocalipse de Tiago – Proto-Evangelho de Tiago – Retrato de Jesus – Retrato do Salvador – Revelação de Estevão – Revelação de Paulo – Revelação de Pedro – Sabedoria de Jesus Cristo – Segundo Apocalipse de Tiago – Sentença de Pôncio Pilatos contra Jesus – Sobre a Origem do Mundo – Testemunho sobre o Oitavo e o Nono – Tratado sobre a Ressurreição – Vingança do Salvador – Visão de Paulo .

Escritos de Qunran

Nova Jerusalém (5Q15)
A Sedutora (4Q184)
Antologia Messiânica (4Q175)
Benção de Jacó (4Qpbl)
Bênçãos (1Qsb)
Cânticos do Sábio (4Q510-4Q511)
Cânticos para o Holocausto do Sábado (4Q400 – 4Q407/11Q5-11Q6)
Comentário sobre a Lei (4Q159/4Q513-4Q514)
Comentários sobre Habacuc(1QpHab)
Comentários sobre Isaías (4Q161 – 4Q164)
Comentário de Miqueias (1Q14)
Comentário sobre Naum (4Q169)
Comentários sobre Oseias (4Q166-4Q167)
Comentário sobre Salmos ( 4Q717/4Q173)
Consolações ( 4Q176)
Era da Criação (4Q180)
Escritos do Pseudo-Daniel (4QpsdDan/4Q246)
Exortação para Busca da Sabedoria(4Q185)
Gênese Apócrifo (1QapGen)
Hinos de Ação de Graças ( 1Qh)
Horóscopos (4q186/4Qmessa)
Lamentação ( 4Q179/4Q501)
Maldições de Satanás e seus Partidários ( 4Q286-4Q287/4Q280-4Q282)
Melquisedec, o príncipe celesre (11QMelq)
O triunfo da Retidão ( 1Q27)
Oração Litúrgica (1Q34/1Q34bis)
Orações Diárias (4Q503)
Orações para as Festividades (4Q507-4Q509)
Os Iníqüos e os Santos (4Q181)
Os Últimos Dias (4Q174)
Palavras das Luzes Celestes (4Q504)
Palavras de Moisés (1Q22)
Pergaminho de Cobre (3Q15)
Pergaminho do Templo (11QT)
Prece de Nabonidus (4QprNab)
Preceito da Guerra (1QM/4QM)
Preceito de Damasco (CD)
Preceito do Messianismo (1QSa)
Regra da Comunidade (1QS)
Rito de Purificação (4Q512)
Salmos Apócrifos (11QPsa)
Samuel Apócrifo (4Q160)
Testamento de Amran (4QAm)

Outros Escritos

História do Sábio Ahicar
Livro do Pseudo-Filon
Evangelho de Judas

_______________________________________________________

Livros Encontrados em:

http://mucheroni.br.tripod.com/outro_idioma.htm

Informações do texto em:

“Os Fatos sobre O Catolicismo Romano”, de John Ankerberg & John Weldon, 1999, 2ª edição, Chamada da Meia-Noite.
Contribuição de Raphael Souza de Melo.

log_pir_47

.

 Gostou? Então Curta nossa página no Facebook.

eu_47 Seja amigo do autor do site no Facebook, e esteja sempre antenado em assuntos interessantes como este.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s