Luz verde alivia dores crônicas e enxaquecas

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Cura pelo verde

Experimentos recentes têm demonstrado que a luz verde alivia a fotofobia e a enxaqueca, podendo também atuar contra a insônia quando é aplicada visualmente.

Além disso, várias terapias alternativas recomendam que pessoas com dores de cabeça e mal-estares similares frequentem áreas verdes.

A equipe do professor Mohab Ibrahim, da Universidade do Arizona, decidiu aferir esses resultados e confirmar se a cor verde realmente atua contra a dor crônica. “Parecia uma experiência fácil, então foi isso o que fizemos,” diz ele ao descrever o experimento realizado em laboratório com animais.

Luz verde contra a dor

Os animais foram divididos em três grupos: um foi posto em um ambiente totalmente iluminado com luz verde, outro recebeu lentes de contato especiais que permitiam que eles vissem apenas o componente verde da luz de espectro natural do seu ambiente, e um terceiro grupo recebeu lentes de contato opacas. Todos tiveram indução de dores neuropáticas que simulam as dores crônicas em humanos.

Os dois primeiros grupos se beneficiaram da exposição à luz verde, enquanto aqueles com lentes opacas não.

Os resultados revelaram que os animais “banhados” em verde – do primeiro grupo – apresentaram maior tolerância ao estímulo térmico e tátil do que os ratos que apenas viam a luz verde.

Os efeitos benéficos duraram por quatro dias após a última exposição à luz verde. Não foram observados efeitos secundários da terapia, nem prejuízos ao desempenho motor ou visual dos animais.

“Embora as qualidades de alívio à dor dos LEDs verde sejam claras, exatamente como isto funciona permanece um enigma,” disse o professor Rajesh Khanna, que orientou os experimentos. “Estudos anteriores demonstraram que a luz verde aumenta os níveis de opiáceos endógenos circulantes, o que pode explicar os efeitos de alívio da dor. Se isso será observado em seres humanos ainda não se sabe e exigirá outros trabalhos.”

Na verdade, a equipe já está fazendo isto, embora o trabalho ainda não esteja terminado.

Quero essa luz verde

No estudo em andamento, os pesquisadores estão realizando um ensaio clínico duplo-cego e randomizado para estudar os efeitos da luz verde emitida por LEDs em pessoas com fibromialgia, uma fonte comum de dor crônica. Os participantes receberam uma tira de LEDs verdes para usar em uma sala escura por uma a duas horas por noite, durante 10 semanas.

Os resultados preliminares parecem promissores: dois participantes até mesmo se recusaram a devolver a pulseira de LEDs verdes porque sua dor foi marcadamente diminuída, e um participante escreveu para os pesquisadores – nesse tipo de ensaio restrito não existe identificação dos pacientes que de fato recebem o tratamento – para relatar como a experiência foi positiva – e também pediu a luz de volta.

“Nós precisamos de abordagens mais seguras, eficazes e acessíveis, usadas em conjunto com nossas ferramentas atuais, para gerenciar a dor crônica. Embora os resultados dos LEDs verdes ainda sejam preliminares, eles representam uma promessa significativa para gerenciar alguns tipos de dor crônica,” disse o Dr. Ibrahim.

Os resultados dos experimentos com os animais foram publicados na edição de fevereiro da revista Pain.

http://www.diariodasaude.com.br

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s