Quimioterapia demonstrou propagar o câncer em todo o corpo

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Com lavagem cerebral feita por médicos, oncologistas e pelos principais meios de comunicação, a maioria dos pacientes com câncer pensam que sua única esperança de sobrevivência é a quimioterapia. Nos EUA, tratar o câncer é um grande negócio. Uma vez que a indústria do câncer faz bilhões de dólares por ano, a cura não é o que eles estão procurando.

Você sabia que o primeiro efeito colateral da quimioterapia é o câncer? Os tratamentos convencionais de câncer não só falham miseravelmente, mas também são projetados para tornar os pacientes com câncer mais doentes. Embora a quimioterapia possa encolher o(s) tumor(es) inicial(is), o que está acontecendo no fundo é muito mais importante. É a verdade negra e criminosa que ninguém parece conhecer.

Um novo estudo publicado na revista Science Translational Medicine no início deste mês provou o que temos dito há décadas; os tratamentos convencionais contra o câncer causam mais câncer. Uma equipe de cientistas da Faculdade de Medicina Albert Einstein de Nova York encontrou provas convincentes de que a quimioterapia é apenas uma solução a curto prazo.

Eventualmente, as drogas irão torná-lo doente novamente, empurrando os pacientes para uma segunda rodada de tratamentos caros. Truque inteligente de geração de dinheiro: em vez de ajudar os pacientes a livrarem-se da doença, eles colocam temporariamente em espera para que eles possam cobrar duas vezes.

A quimioterapia mata mais pacientes que o próprio câncer

Em 2017, estima-se que cerca de 1.688.780 novos casos de câncer sejam diagnosticados e cerca de 600.920 pessoas morrerão da doença nos Estados Unidos, de acordo com o relatório anual da American Cancer Society.

Os cientistas de Nova York explicaram que, embora encolha os tumores, a quimioterapia abre simultaneamente novas portas para que os tumores espalhem-se para o sistema sanguíneo, provocando tumores mais agressivos que muitas vezes resultam em morte.

Os pesquisadores acreditam que as drogas tóxicas da quimioterapia alteram os mecanismos de reparo no corpo permitindo que os tumores cresçam mais rápido. Além disso, o Dr. George Karagiannis, principal autor do estudo, e sua equipe descobriram que dois fármacos comuns da quimioterapia aumentaram o número de “portas” nos vasos sanguíneos, o que permitiu que as células cancerosas se espalhassem para outras partes do corpo. A equipe também descobriu que a quimioterapia aumentou o número de células cancerígenas que circulam pelo corpo e pulmões de camundongos.

Embora este estudo tenha investigado apenas os efeitos da quimioterapia sobre o câncer de mama, os pesquisadores estão atualmente experimentando outros tipos de câncer para ver se ocorrem efeitos semelhantes, relatou o The Telegraph.

Dr. Karagiannis observou que as mulheres que recebem quimioterapia pré-operatória para tratar o câncer de mama devem ser monitoradas para verificar se o câncer não está circulando ou criando mais possibilidades de propagação. Ele recomenda tomar uma pequena quantidade de tecido tumoral após algumas doses de quimioterapia pré-operatória. Se os marcadores aumentaram, a terapia deve ser encerrada imediatamente.

Este estudo não é o primeiro a demonstrar as maneiras pelas quais a quimioterapia pode desencadear cânceres secundários ou metastáticos. Em 2010, os pesquisadores da Universidade do Alabama em Birmingham (UAB), Comprehensive Cancer Center e UAB Department of Chemistry receberam uma doação de 805,000 dólares do Departamento de Defesa dos EUA do Programa de Pesquisa do Câncer de Mama para investigar a questão se a quimioterapia incentiva o câncer a espalhar-se por todo o corpo.

Muitos estudos mais tarde, não podemos mais ignorar a resposta a essa pergunta. Sim, os pacientes estão morrendo devido a quimioterapia, e não pelo próprio câncer. Foi demonstrado que ela não só causa câncer secundário, mas também acelera o crescimento tumoral e faz com que as células cancerosas tornem-se resistentes ao tratamento.

75% dos médicos e cientistas iriam recusar a quimioterapia para si ou para a família deles

O que esse número diz sobre a eficácia e os riscos da terapia? Essas pessoas sabem mais? E o que os principais meios de comunicação escondem de nós?

Devido aos efeitos devastadores sobre o corpo inteiro e o sistema imunológico, e uma taxa de sucesso extremamente baixa, três de cada quatro médicos e cientistas se recusam a quimioterapia, de acordo com pesquisas realizadas pelo McGill Cancer Center. Além disso, estima-se que 97% dos cânceres não respondem à quimioterapia, mas ela continua sendo o tratamento para quase todos os tipos de câncer.

Pense nisso. Quando seu corpo está lutando contra o câncer, a última coisa que ele precisa é mais indução ao câncer e mais produtos químicos que suprimem a imunidade, certo? Embora todos os cientistas e médicos saibam que a quimioterapia é um veneno puro e que pode piorar as coisas, a Food and Drug Administration (FDA) proíbe os médicos de escolherem caminhos não-químicos, como vitaminas, suplementos, ervas, superalimentos e outras soluções naturais de câncer, para os seus pacientes.

Ao longo dos últimos anos, um estudo após o outro vem saindo, ligando a quimioterapia ao câncer. No entanto, as autoridades não conseguem fazer uma chamada saudável. Quanto mais provas eles precisam antes de começarem a reconhecer que existem curas reais muito melhores e menos dispendiosas lá fora?

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s