Salada diariamente reduz 11 anos na idade do seu cérebro

piramidal.net | lojapiramidal.com

compartilhar

Folhas para deixar o cérebro mais verde

Comer cerca de uma porção por dia de vegetais de folhas verdes leva a uma taxa mais lenta de envelhecimento cerebral.

As pessoas que comem pelo menos uma porção desses vegetais verdes e folhosos por dia apresentam uma taxa de declínio mais lento em testes de memória e habilidades de pensamento do que as pessoas que nunca ou raramente comem esses vegetais.

A diferença entre os dois grupos foi o equivalente a ter 11 anos de idade a menos.

O comparativo envolveu 960 pessoas com idade média de 81 anos que não apresentavam demência e foram acompanhadas por mais de uma década – uma média de 4,7 anos entre todos os participantes.

“Adicionar uma porção diária de vegetais de folhas verdes à sua dieta pode ser uma maneira simples de promover a saúde do cérebro,” resumiu a Dra. Martha Clare Morris, da Universidade Rush (EUA).

Ganhos de raciocínio e memória

A equipe monitorou o consumo de três vegetais verdes de folhas: espinafre, com uma porção medida como meia xícara de espinafre cozido; couve, com uma porção de meia xícara cozida; e salada de alface, crua, com uma porção de um copo.

No geral, as pontuações dos participantes nos testes de raciocínio e memória diminuíram ao longo do tempo a uma taxa de 0,08 unidades padronizadas por ano. Ao longo de mais de 10 anos de seguimento, a taxa de declínio para aqueles que comiam mais vegetais folhosos foi mais lenta em 0,05 unidades padronizadas por ano. O somatório da diferença equivaleu à pessoa ser 11 anos mais nova.

Os resultados permaneceram válidos mesmo após levar-se em conta outros fatores que poderiam afetar a saúde do cérebro, como tabagismo, hipertensão arterial, obesidade, nível educacional, atividades físicas e atividades cognitivas.

A Dra. Morris observou que o estudo não prova que comer vegetais de folhas retarda o envelhecimento cerebral, apenas mostra uma associação entre as duas coisas, não permitindo descartar outros possíveis motivos para a conexão.

Os resultados foram publicados na revista médica Neurology, da Academia Norte-Americana de Neurologia.

http://www.diariodasaude.com.br

Piramidal no Facebook
.
●●● Gostou? Então curta nossa página no Facebook.
.
Autor
●●●
 Seja amigo do autor do site no Facebook e esteja sempre antenado em assuntos interessantes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s